terça-feira, junho 02, 2009

Mata-bancário ou mata bancário?

Mata-bancário ou mata bancário?


Ontem quando estive discorrendo sobre o mata-bancário, aquele vento característico que sopra nas proximidades da esquina da Rua Caldas Júnior com a Sete de Setembro, ou, como disse o outro, “a versão local do Minuano”. Bem, talvez uma versão bem localizada do Minuano.

Pois ao chegar em casa, percebi que há duas grafias para este mata-bancário. Uma com hífen, e outra sem o hífen.

Coisa curiosa.

Não chega a ser assunto dos mais relevantes, mas fiquei me questionando.

Mas acho que vou continuar usando com hífen mesmo. Assim me parece mais substantivo composto, guarda-chuva. “Mata-bancário”, um vento característico de Porto Alegre, mais especificamente da esquina da Rua Caldas Júnior com a Sete de Setembro, embora eventualmente possa espraiar Praça da Alfândega a dentro.

Embora em seus dias mais pujantes, como hoje, ou ainda mais, ontem, ele realmente quase mata bancário que queira andar por ali. Mas só quase.

A propósito, hoje o relógio-termômetro da esquina marcava onze graus Celsius às 14 h 30 min. Temperatura amena.




Marcadores: , , , ,

2 Comments:

Blogger Paulo said...

Fico com o mata-bancário. Realmente, é um substantivo. Dos mais frios, por sinal.

11:18 PM  
Blogger zealfredo said...

:)

9:12 PM  

Postar um comentário

<< Home